martes, 1 de marzo de 2011

SINAIS NA ESTRADA


Qualquer estrada, rua ou caminho tem sinais de trânsito que vão guiando, orientando e apontando os vários eventos que se aproximam, cada motorista ou transeunte sabe interpretá-las se as vé, alguns construíram o hábito de lhes prestar atenção, evitando assim acidentes e erros, outros no entanto, não lhe prestam nenhuma atenção ou as ignoram completamente, deixando ao acaso o destino de sua viagem. O caminho das nossas vidas é cheio de sinais que não vemos, ou vemos e ignoramos ou no pior dos casos interpretamos mal, o mais comúm diante do aparecimento de uma delas é relacioná-la com a mais primitiva e errada intrepretação e acabamos jogando um número na loteria, é como ver uma placa que diz velocidade máxima de 60 quilômetros por hora e, ao invez de diminuir a velocidade, ainda temos mais pressa para chegar o mais rápido possível na primeira casa lotérica que encontrarmos para jogar 5 reais no número 60.

O ser humano está equipado de fábrica com GPS (Global Positioning System) Sistema de Posicionamento Global, mas está desativado por padrão, alguns chamam de intuição, instinto ou sexto sentido, mas na realidade é um sistema de captação, interpretação e alerta de sinais, isto foi incorporado na unidade Humano com um objetivo a ser discutido mais tarde. Se conseguirmos ativar o seu funcionamento vai nos surpreender a quantidade de dados que vamos ver mesmo nos dias mais comuns das nossas vidas. Quando está desativado, percorremos o caminho da casualidade, causa e efeito, e o percebemos como acaso, sorte, destino, etc., acreditando que tudo acontece por acaso, quando na verdade não é, embora na condição atual do homem com o GPS desligado, assim o é.

A unidade Humano também lhe foram incorporados outras aplicações, tais como Wi-Fi e Bluetooth, que são hoje estudadas pela ciência mediante a física quântica através da aplicação da Resonância Quántica Diferencial, que expõe majestosamente nos seus trabalhos o Sr. Rafael Lopez -Guerrero e sua equipe, estas aplicações trabalham com pacotes de dados, digamos assim, sem fio, que negociam entre o homem e o universo. Como você ve, há um respaldo científico por trás dessa informação, em tempo vou me extender sobre a questão, por enquanto basta apenas compreender e incorporar o conceito dos sinais e da sua correta interpretação.




0 comentarios :

Publicar un comentario en la entrada

Muchas Gracias por su aporte